7 benefícios do sensor wireless na manutenção preditiva

A Indústria 4.0 combina o uso de várias inovações e tecnologias digitais, como internet of things e inteligência artificial, capazes de revolucionar a operação industrial.

Hoje, uma das tecnologias mais utilizadas na manutenção preditiva é o sensor wireless. Com o uso desse dispositivo, é possível ter resultados mais precisos do estado dos equipamentos, uma vez que ele apresenta altíssima sensibilidade para detecção de vibrações mínimas anômalas, além de conseguir fazer o monitoramento online, mesmo em parques industriais distantes dos grandes centros.

Se você ainda tem dúvidas da eficácia desses dispositivos, confira aqui 7 benefícios do sensor wireless na manutenção preditiva.

1. Maior eficiência nos processos produtivos

A simplificação dos processos e o aumento do acesso a dados úteis ajudam os parques industriais a maximizar a produtividade e minimizar a quantidade de recursos usados no chão da fábrica.

As tecnologias digitais da Indústria 4.0 permitem aumentar em 22%, em média, a produtividade de micro, pequenas e médias empresas, segundo pesquisa do Senai.

Com menos dinheiro gasto em manutenção e mão de obra, a Indústria 4.0 ajuda, assim, os fabricantes a impulsionarem a produtividade, a qualidade e o crescimento da receita.

2. Tomadas de decisão mais seguras e baseadas em dados

Aqui, os benefícios do sensor wireless no monitoramento preditivo são significativos. Utilizando tecnologias da inteligência artificial, é possível colher grande volume de dados para gerar insights preciosos para a operação de parques industriais.

Alguns exemplos são: performance de cada equipamento, tempo de vida útil, disponibilidade e confiabilidade de cada planta industrial, potencial produtivo de cada parque etc.

Esses dados são colhidos a partir de recursos de big data e analytics e lidos por profissionais especializados em monitoramento preditivo.

3. Economia em reparos e paradas

Um dos principais benefícios do sensor wireless na manutenção preditiva é a verificação regular dos ativos de modo antecipado, evitando, assim, problemas inesperados com manutenção reparadora.

Além disso, por ser um sensor sem fio, é possível economizar com cabeamento e mão de obra para captura de dados, uma vez que o processo é feito de modo automatizado.

4. Facilidade para monitorar locais de difícil acesso

Um desafio que acontecia antes da Indústria 4.0 é a realização do monitoramento preditivo em locais de difícil acesso ou distantes do centro. Isso porque a coleta de dados era feita de modo manual, sendo necessário pensar na logística de profissionais em cada equipamento das fábricas.

Hoje, os sensores sem fio possibilitam monitorar equipamentos em ambientes perigosos e locais de difícil acesso ou distantes dos centros urbanos, já que os dados são enviados diretamente para o banco de dados da empresa de monitoramento e analisados por profissionais com expertise.

5. Monitoramento muito mais frequente

O sensor sem fio para manutenção preditiva permite que o monitoramento seja feito remotamente com uma frequência muito maior que da preditiva tradicional, antes feita uma ou duas vezes por mês, a depender do porte do parque e da empresa.

No método tradicional, a manutenção de ativos em campo exige o envio periódico de equipes técnicas, o que envolve altos custos de tempo, recursos, complexidade logística e baixa cadência de coleta.

6. Evita prejuízos com custos de downtime

De acordo com um estudo da Emaint, as fábricas perdem entre 5% e 20% de sua capacidade produtiva em função do downtime. Isso acontece quando o equipamento está indisponível, formando gargalos na linha de produção.

Cerca de 82% das empresas já sofreram paralisações não planejadas nos últimos três anos, segundo um levantamento da Aberdeen Research. O relatório diz que o tempo de inatividade não planejado pode custar a uma empresa até US$ 260.000 por hora.

A boa notícia é que o uso de manutenção preditiva e os recursos de inteligência artificial na análise dos dados ajudam a evitar essas falhas nas máquinas e evitar paradas não planejadas. Uma pesquisa da McKinsey aponta que a manutenção preditiva reduz o tempo de inatividade da máquina em 30-50% e aumenta a vida útil dos ativos em 20-40%.

7. Respostas mais rápidas aos problemas

Quando um limite determinado para o perfeito funcionamento da máquina é atingido, um alerta é gerado imediatamente, e os analistas têm acesso instantâneo aos dados de condição das máquinas. Desse modo, eles podem fazer análises precisas por meio do software de gerenciamento de ativos, em tempo real e de qualquer lugar.

Evite imprevistos! Tenha sensores wireless monitorando seus equipamentos 24/7

Seu parque industrial também pode se beneficiar com as tecnologias da Indústria 4.0 na manutenção preditiva. A SEMEQ tem know-how e experiência na área e utiliza tanto técnicas da manutenção tradicional como da preditiva. Atualmente, contamos com um dos sensores mais tecnológicos e sensíveis do mercado, sendo capaz de identificar até mesmo vibrações mínimas em cada equipamento.

Sensor wireless da SEMEQ

  • Sensibilidade de 10kHZ – detecta falhas de rolamentos e engrenagens
  • Bateria durável de até três anos e substituíveis
  • Sem necessidade de descartar o sensor quando a bateria acaba
  • Conexão 3G/4G e funcionamento independente
  • Gatilhos e carga variável

Nossa empresa conta com mais de 300 funcionários e dispõe em seu portfólio de mais de 400 fábricas monitoradas, presentes em mais de 15 países.

Fale conosco para ter o seu parque industrial monitorado integralmente

Sensores inteligentes na indústria 4.0: saiba como eles revolucionaram o monitoramento preditivo

Uma pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) aponta que 70% das indústrias brasileiras já utilizam tecnologias digitais para o auxílio do controle de atividades e otimização de processos, principalmente aquelas que utilizam Inteligência Artificial.

Atualmente, no monitoramento preditivo em indústrias, uma das tecnologias mais inovadoras da indústria 4.0 são os sensores inteligentes, que conseguem gerar um volume de dados significativo, além de acompanhamento constante do equipamento.

Utilizar essa tecnologia em plantas industriais faz com que as máquinas mantenham a alta performance durante todo o uso, o que ocasiona em um parque altamente produtivo e vantagem competitiva para a empresa.

Neste artigo, conheça mais sobre a função dos sensores inteligentes na indústria 4,0 e seus benefícios em parques industriais.

Evolução do monitoramento preditivo e a indústria 4.0

Com o desenvolvimento do conceito de manutenção preditiva, a partir de meados da década de 1970, o desenvolvimento de softwares permitiu um melhor planejamento, controle e acompanhamento dos serviços de manutenção.

Porém, apesar desses avanços, a falta de interação nas áreas de engenharia, manutenção e operação impedia que os melhores resultados fossem alcançados. Por isso, as taxas de falhas prematuras ainda eram elevadas.

A partir dos anos 2000, com a consolidação das atividades de engenharia da manutenção, a análise de falhas se consagrou como uma metodologia capaz de melhorar a performance dos equipamentos.

Nesse contexto, a manutenção preditiva passou a ser cada vez mais utilizada na chamada indústria 4.0 – conceito usado pela primeira vez em 2011, pelo governo alemão, em sua busca por promover a informatização da manufatura e a integração dos dados.

Indústria 4.0 e a Internet das Coisas

Também chamada de quarta revolução industrial, a indústria 4.0 é caracterizada pelo uso de tecnologias inteligentes, como Inteligência Artificial, Aprendizagem de Máquina, robótica e análises baseadas em big data. 

Com esses recursos, tornou-se possível uma interação muito maior entre as máquinas, que ganharam maior capacidade de integração e autonomia. Assim, com a Internet of Things (Internet das Coisas), o monitoramento das máquinas passou a ser feito por meio de sensores inteligentes online, permitindo que as manutenções sejam realizadas com muito mais constância e no menor tempo possível para prever e evitar ocorrências indesejadas.

Por sua vez, os recursos de Big Data possibilitam o gerenciamento de uma grande quantidade de dados, o que contribui para que decisões sobre as manutenções das máquinas possam ser tomadas antecipadamente, antes que os problemas reais ocorram.

Desde então, graças ao desenvolvimento de novas tecnologias, a manutenção preditiva vem se aprimorando, indicando falhas em equipamentos com cada vez mais precisão e riqueza de detalhes.

Entenda como os sensores inteligentes revolucionaram o mercado de preditiva

Até algum tempo atrás, o monitoramento preditivo das máquinas era feito de modo presencial, o que exigia a presença de técnicos nas fábricas para fazer as coletas de dados. Para isso, era usado um sensor preso na ponta dos equipamentos a partir de um cabo. O problema é que esse processo era muito mais trabalhoso e dispendioso, e portanto era feito geralmente apenas numa escala mensal.

Com o uso de sensores inteligentes, a manutenção preditiva agora consegue eliminar quase completamente a necessidade de inspeções presenciais. A coleta de dados é feita de modo online e automaticamente, sem que seja preciso desmontar e remontar máquinas para saber se elas estão funcionando bem.

Os sensores conectados às máquinas geram dados que são capturados e transmitidos via internet. Em seguida, essas informações são analisadas para prever as necessidades de manutenção e limitar o tempo em que esses equipamentos permanecerão inativos.

Benefícios do uso de sensores para indústrias

* Monitoramento remoto mais preciso e frequente, o que possibilita maior previsibilidade de falhas e evita reparos desnecessários;

* Determina previamente a necessidade de manutenções, eliminando a necessidade de desmontar as máquinas para inspeções;

* Evita problemas que podem gerar a necessidade de manutenções corretivas, mais difíceis e dispendiosas;

* Diminuição do tempo de inatividade das máquinas, garantindo a continuidade da produção e aumentando a eficiência e segurança na linha de produção;

* Aumento da vida útil das peças dos equipamentos, reduzindo a necessidade de estoque de peças sobressalentes;

*Geração de um grande número de dados, que podem ser combinados entre si para indicar o momento correto de se fazer a manutenção preditiva, aumentando a agilidade nas decisões.

Aplicações dos sensores inteligentes na indústria 4.0

O uso do sensor wireless na manutenção preditiva possibilita a detecção de desgastes e defeitos de rolamento, desalinhamentos, desequilíbrios, folgas e outras deficiências que levam a falhas nas máquinas e a paradas inesperadas na linha de produção. Esse serviço pode ser aplicado em motores, sistemas eletrônicos e de potência, caldeiras, componentes do sistema de vapor, transformadores, entre outros equipamentos.

As indústrias dos mais diversos setores podem se beneficiar com esse monitoramento, feito mesmo em locais perigosos e de difícil acesso.

Quais são os principais tipos de sensores inteligentes utilizados na indústria?

* Vibração: enxerga as falhas mecânicas por meio da análise de vibração do equipamento, como desbalanceamento, rolamento ruim ou acoplamento.

* Temperatura/Umidade: faz a medição de temperatura e de umidade do equipamento.

* Óleo: realiza a análise de viscosidade do óleo/lubrificante presente no equipamento.

* Ultrassom: Monitora vazamento de ar comprimido, vapor e vácuo, detectando falhas em rolamentos, válvulas e subestações elétricas e economizando energia.

Conheça o sensor inteligente que utilizamos na SEMEQ

O sensor inteligente de vibração on-line da SEMEQ é capaz de detectar inúmeros modos potenciais de falha elétrica e mecânica. Com a análise de temperatura, vibração, corrente elétrica e outras variáveis de processo, consegue cobrir 100% dos modos potenciais de falha em motores elétricos.

Além disso, sensores wireless da SEMEQ possuem alto grau de sensibilidade, sendo um dos mais confiáveis do mercado para detecção de vibrações mínimas, indicativas de falhas em potencial.

Isso acontece porque mantemos um departamento de Pesquisa & Desenvolvimento interno para a produção de sensores com as tecnologias mais avançadas do mercado. Assim, conseguimos garantir sensores realmente eficientes e confiáveis aos nossos clientes.

Características dos sensores wireless da SEMEQ:

  • Sensibilidade de 10kHZ – detecta falhas de rolamentos e engrenagens
  • Bateria durável de até 3 (três) anos e substituíveis
  • Sem necessidade de descartar o sensor quando a bateria acaba;
  • Conexão 3G/4G e funcionamento independente;
  • Gatilhos e carga variável.

Transforme o seu parque industrial: fale com nossos consultores

Com mais de 28 anos de experiência, a SEMEQ tem vasta expertise no monitoramento de manutenção preditiva sem fio em inúmeros segmentos industriais e em plantas de pequeno, médio e grande porte.

Atualmente, estamos presentes em mais de 30 países e contamos com mais de 400 fábricas monitoradas com a nossa tecnologia. Contamos com escritórios na América do Norte, na América do Sul e na Europa.

A sua empresa também pode se beneficiar com os efeitos da indústria 4.0 e do uso de sensores inteligentes no monitoramento preditivo.

Conte com a nossa ajuda para otimizar os seus processos produtivos, reduzir falhas nos equipamentos e aumentar a performance da sua planta.

Fale conosco agora mesmo

Sensor wireless na manutenção preditiva: ganhe eficiência e produtividade com a SEMEQ

De acordo com um estudo encomendado pela Forrester Consulting, 49% dos fabricantes acreditam que tecnologias como Inteligência Artificial e Aprendizado de Máquina serão os principais fatores que influenciarão a competitividade nos próximos anos.

Hoje, no mercado de monitoramento preditivo, a utilização de sensores wireless tem revolucionado o modo como a manutenção de equipamentos em plantas industriais tem sido feito.

Os dados gerados pelos sensores wireless trazem altíssimo volume de informações se comparado ao método tradicional de monitoramento, além de conseguir averiguar a saúde do equipamento por minuto, garantindo maior precisão no processo.

Isso faz com que o uso de sensores wireless na manutenção preditiva seja uma das opções mais atraentes para profissionais que trabalham no monitoramento e manutenção de plantas fabris.

Neste artigo, vamos explicar como funcionam as redes wireless para manutenção preditiva e mostrar os benefícios desses dispositivos para o aumento da eficiência e produtividade na indústria.

Benefícios do uso de sensores wireless na manutenção preditiva

O uso de sensores wireless na manutenção preditiva possibilita a detecção de desgastes e defeitos de rolamento, desalinhamentos, desequilíbrios, folgas e outras deficiências que levam a falhas nas máquinas e a paradas inesperadas na linha de produção.

As redes wireless para manutenção preditiva permitem que as correções sejam feitas com custo otimizado. Uma pesquisa da McKinsey aponta que a manutenção preditiva reduz o tempo de inatividade da máquina em 30-50% e aumenta a vida útil dos ativos em 20-40%.

Confira outros benefícios do uso de sensores inteligentes na sua planta industrial.

Monitoramento por online

O sensor sem fio para manutenção preditiva permite que o monitoramento seja feito remotamente com uma frequência muito maior.

Com essa tecnologia, são feitas cerca de 720 coletas de dados por mês, um número muito mais significativo do que a coleta off-line, que geralmente é feita apenas uma ou duas vezes por mês. Desse modo, as chances de identificação de falhas aumentam exponencialmente.

Economia

O principal objetivo da manutenção preditiva sem fio é a verificação regular dos ativos de modo antecipado, evitando, assim, problemas que podem causar gastos maiores com manutenções reparadoras ou paradas inesperadas, paralisando a produção de fábricas.

Possibilidade de uso em locais de difícil acesso

Um desafio que indústrias têm hoje é manter a disponibilidade de máquinas em locais de difícil acesso, uma vez que os custos para enviar mão de obra e suprimentos para esses locais costumam ser elevados, além de demorados.

A tecnologia do sensor wireless consegue sanar esse problema, visto que é possível fazer o monitoramento a distância sem dificuldades.

Conheça o nosso sensor wireless para monitoramento preditivo

O sensor inteligente de vibração on-line da SEMEQ é capaz de detectar mais de inúmeros modos potenciais de falha elétrica e mecânica. Com a análise de temperatura, vibração, corrente elétrica e outras variáveis de processo, consegue cobrir 100% dos modos potenciais de falha em motores elétricos.

Além disso, sensores wireless da SEMEQ possuem alto grau de sensibilidade, sendo um dos mais confiáveis do mercado para detecção de vibrações mínimas, indicativas de falhas em potencial.

Isso acontece porque mantemos um departamento de Pesquisa & Desenvolvimento interno para a produção de sensores com as tecnologias mais avançadas do mercado. Assim, conseguimos garantir sensores realmente eficientes e confiáveis aos nossos clientes.

Características dos sensores wireless da SEMEQ:

  • Bateria durável de até 3 (três) anos e substituíveis
  • Sem necessidade de descartar o sensor quando a bateria acaba;
  • Conexão 3G/4G e funcionamento independente;
  • Gatilhos e carga variável.

Como realizamos a coleta de dados a partir do sensor wireless

Os nossos sensores e o nosso time coletam dados de modo on e off-line e, em seguida, os nossos laboratórios analisam esses dados.

Posteriormente, nossos algoritmos de Machine Learning fazem a gestão dos resultados, apresentando as melhores soluções de manutenção das máquinas e gerando insights para a sua planta.

Triagem

A escolha da técnica mais adequada depende do tipo de máquina e das necessidades de cada indústria. A partir desse diagnóstico, é possível mapear quais são os equipamentos mais importantes na planta do nosso cliente.

Diagnóstico

Além de saber quando a sua máquina precisa de atenção, você pode saber o que fazer para consertá-la.

No laboratório, a tecnologia de Inteligência Artificial faz uma peneira e aponta a probabilidade de falhas nas máquinas. Isso é feito com base em dados coletados de forma remota com a vibração, temperatura, dados de processo e corrente elétrica.

Manutenção prescritiva

Após análises feitas por nossos algoritmos, geramos um relatório completo sobre a condição do equipamento e quais medidas protetivas devem ser tomadas para que a máquina mantenha seu grau de performance.

SEMEQ: referência em monitoramento preditivo

Com mais de 28 anos de experiência, a SEMEQ tem vasta expertise no monitoramento de manutenção preditiva sem fio em inúmeros segmentos industriais e em plantas de pequeno, médio e grande porte.

Atualmente, estamos presentes em mais de 30 países e contamos com mais de 400 fábricas monitoradas com a nossa tecnologia. Contamos com escritórios na América do Norte, na América do Sul e na Europa.

Com o auxílio da SEMEQ, a sua planta industrial fica em segurança, com disponibilidade de máquinas para uma produção ininterrupta.

Fale com os nossos consultores agora mesmo

Entenda por que o sensor inteligente para vibração e temperatura é vital para o monitoramento preditivo

As máquinas apresentam vibrações durante o seu funcionamento normal. Porém, quando a vibração apresenta discrepâncias em determinados parâmetros, ela passa a ser um indicador de falha potencial do componente monitorado.

Caso esses problemas não sejam identificados e tratados pelo monitoramento online, eles podem provocar grandes riscos operacionais e de segurança para quem a manuseia, além, é claro, da quebra do equipamento, interrompendo a produção e causando prejuízos financeiros.

Dessa forma, o monitoramento preditivo, por meio de sensores inteligentes de vibração, consegue identificar movimentos anômalos, garantindo uma tomada de decisão precisa para que volte à sua performance original.

Neste artigo, explicamos como funciona um sensor inteligente de vibração e a sua importância para um monitoramento preditivo eficaz.

Como funciona o sensor de vibração inteligente?

Os sensores inteligentes de vibração e temperatura funcionam monitorando 24 horas uma ampla largura de banda nos três eixos (RMS, Espectro e Envelope). Assim, é possível identificar as falhas mais sutis até as mais complexas com antecedência, como desgastes do material, rupturas, desalinhamentos, desbalanceamentos, entre outros problemas graves. 

A partir desse monitoramento constante, o sensor envia, por bluetooth, informações atualizadas da vibração e temperatura da máquina para a central de monitoramento. Com esses dados, mantidos em nuvem, modelos matemáticos, inteligência artificial, machine learning, além de vigilância de profissionais habilitados, conseguem identificar o desempenho do equipamento antes que falhas aconteçam.

Os serviços de monitoramento preditivo podem ser aplicados em motores, bombas, eixos, ventiladores, sistemas de potência, painéis eletrônicos, caldeiras, componentes do sistema de vapor, ar comprimido, refrigeração e muitos outros sistemas industriais. Podemos dizer que as aplicações são praticamente ilimitadas.

Benefícios de utilizar um sensor inteligente para manutenção preditiva

A tecnologia wireless abriu diversos caminhos para o monitoramento preditivo, fazendo com que se tornasse mais acessível, ágil e preciso.

Hoje, por exemplo, não é necessário gastar com cabeamentos caros e complexos ou com o envio de mão de obra mensal ou semanal para a coleta de dados. Além disso, com um sistema de monitoramento feito com auxílio da inteligência artificial, amplia-se drasticamente a precisão do sistema, permitindo maior qualidade na geração, análise de dados e tomada de decisão.

Outro ponto é que o monitoramento online, quando comparado com a coleta manual, amplia em 720 vezes a quantidade de amostras, reduzindo de forma expressiva os riscos de paradas não planejadas.

Veja outros pontos que fazem com que o sensor inteligente online seja o mais indicado para o monitoramento preditivo em plantas industriais.

Visão geral de ativos

Os diagnósticos das máquinas com monitoramento remoto geram análises que usam ferramentas de mineração de dados, ciência de dados e modelos estatísticos, permitindo uma abordagem proativa da manutenção.

Além disso, as abordagens mais modernas para manutenção preditiva usam aprendizado de máquina e IA para descobrir insights valiosos com os dados. As soluções de sensor wireless para preditiva identificam falhas em potencial e preveem quanto tempo uma máquina ou processo pode ter antes de falhar.

Aqui na SEMEQ, utilizamos tecnologias como Inteligência Artificial e Internet of Things(IoT) para orientar os analistas e participar do laudo, o que traz maior precisão para todo o processo. Essas tecnologias, aliadas ao uso de técnicas variadas de análise, complementam o laudo.

Alto grau de sensibilidade

Para entender melhor, vamos dar o exemplo dos rolamentos.

Eles iniciam emitindo sinais extremamente fracos, entrando em seguida em um estado de deterioração exponencial. Por isso, só é possível detectar as alterações iniciais com sensores extremamente sensíveis.

Os sensores inteligentes de vibração da Semeq são construídos com range de 0 a 10kHz e taxa de amostragem de 25,6khz. Sensores com range menores não conseguem detectar os problemas de rolamentos com antecedência suficiente, levando ao risco de falhas graves e inesperadas.

Relatório de análise prescritiva

O MySemeq, a nossa plataforma de entrega de relatórios, possibilita visualizar os diagnósticos de todas as técnicas de preditiva e realizar a gestão de resultados em um único lugar. Após todas as informações serem processadas, elas são postadas no portal e as visualizações pelos clientes podem ser feitas via “web” ou “mobile”.

A integração com o ERP permite realizar ordens de serviço automáticas, com feedbacks rápidos e consistentes. Ela também melhora o acompanhamento das ordens de serviço e garante a execução dos relatórios.

Empresa de monitoramento de máquinas inteligentes: saiba por que somos referência no mercado

A SEMEQ se preocupa com a saúde da máquina, enquanto as outras empresas se preocupam com a doença. O grande papel da nossa empresa é trazer essa cultura preditiva e preventiva para a automação, oferecendo mais autonomia para as máquinas, aumentando a previsibilidade delas e evitando defeitos com mais eficiência.

Sendo assim, os sensores inteligentes para a Indústria 4.0 da SEMEQ fornecem monitoramento mais preciso e maior previsibilidade de falhas. 

Além disso, os sensores inteligentes de vibração online da SEMEQ são capazes de detectar mais de 40 modos potenciais de falhas elétricas e mecânicas. Juntamente com a análise de temperatura, a análise de vibração consegue cobrir 100% dos modos potenciais de falha em motores elétricos e respectivos circuitos de alimentação.

Conheça algumas características do sensor inteligente de vibração e temperatura da SEMEQ

* Medição triaxial (mede nos três eixos X, Y e Z);

* Conexão bluetooth;

* Conjugação com sensor de temperatura;

* Possui frequência de resposta de 10KHz e taxa de amostragem de 25,6 kHz, o que permite encontrar falhas que outros sensores com faixas de frequência inferiores somente indicariam quando a situação estivesse muito evidente;

* Detecta falhas em rolamentos e engrenagens;

* Bateria  de longa duração substituível. Não é necessário descartar o sensor quando a bateria acaba.

* Proteção IP 69K, que permite uma maior resistência e redução de deterioração do material.

* Disponíveis também para carga variável e gatilho externo.

Entenda como realizamos a leitura de dados e o diagnóstico da máquina com sensores inteligentes de vibração

O processo de monitoramento preditivo da SEMEQ envolve várias etapas e técnicas, feitas tanto de modo online quanto offline. Com larga experiência, contamos com a colaboração de mais de 300 funcionários monitorando mais de 400 fábricas em 30 países.

Com uma equipe de Pesquisa e Desenvolvimento interna, a SEMEQ desenvolve e fabrica sensores inteligentes de vibração wireless, algoritmos com Inteligência Artificial e aplicativos dedicados ao monitoramento preditivo.

Saiba como cuidamos da sua planta industrial.

Instalação de sensores para coleta de dados;

Os dados dos equipamentos são coletados de modo online e enviados à nuvem da Semeq (esses dados são capturados diariamente!).

No modo offline, um técnico da Semeq é enviado à planta periodicamente, de acordo com as necessidades da empresa e a criticidade do equipamento.

Algoritmos de análise e monitoramento

Nessa etapa, os dados são analisados com o uso de Inteligência Artificial de forma integrada com técnicas preditivas para conhecer todas as falhas das máquinas e as suas respectivas causas.

À medida que a inteligência artificial vai aprendendo, os algoritmos ficam cada vez mais precisos, melhorando assim o desempenho do processo.

Gestão de resultados

Nessa etapa, um analista de dados da SEMEQ vai verificar as informações obtidas por meio da adoção de todas as técnicas necessárias, empregadas simultaneamente, e montar um diagnóstico para o equipamento em questão.

Diagnóstico

A SEMEQ emite um relatório reportando as condições da análise junto com a integração de outras técnicas preditivas e indica as ações recomendadas para correção dos problemas identificados.

Faça parte da nossa rede de clientes e tenha previsibilidade e controle da sua planta ou parque industrial.

Fale com nossos consultores e evite sustos

Como funciona a análise de vibração no monitoramento preditivo?

Um fator importante para verificar a saúde de uma máquina é analisar as características de suas vibrações.

Todas as máquinas e equipamentos apresentam vibrações que podem ser consideradas como se fossem suas “impressões digitais”. As alterações nestas vibrações são meios eficientes para detecção de anomalias, que podem, por sua vez, indicar falhas potenciais devido a desgastes de rolamentos ou engrenagens, desalinhamentos, empenamento, desbalanceamentos, entre muitas  outras. 

Estas falhas, ao longo do tempo, levam a quebras e, consequentemente, à parada da máquina.

Entretanto, se as vibrações forem medidas e analisadas, elas se tornam um poderoso instrumento para a determinação das condições dos equipamento, permitindo que se planeje com antecedência os momentos adequados para a execução da manutenção.

Com o monitoramento preditivo, agora podemos coletar dados sobre as condições das máquinas por meio de sensores, processar esses dados no sistema e ter um diagnóstico muito mais eficaz.

Neste artigo, vamos explicar a importância da análise de vibração, como esse processo funciona no monitoramento preditivo de máquinas industriais, quais são as causas dos problemas relacionados à vibração, quais são os tipos de análise mais usados e os principais benefícios trazidos pelo monitoramento preditivo.

O que é a análise de vibração?

As vibrações são movimentos oscilatórios de um equipamento em torno de sua posição de equilíbrio. As partes rotacionais geram vibrações em frequências que possibilitam identificar os seus padrões de oscilações.

Toda vibração de um objeto envolve um movimento caracterizado por variações de amplitude, de intensidade e de frequência. Qualquer alteração na amplitude ou na frequência do sinal pode indicar que a performance do equipamento está em risco. O desgaste provocado pelo atrito mecânico altera as características dessa oscilação, permitindo a detecção da existência de uma anomalia. Os técnicos em análise de vibração são treinados para interpretá-las e fazer diagnósticos com antecedência buscando dar previsibilidade aos problemas potenciais.

Assim como o ser humano se submete a exames periódicos para verificar o seu estado de saúde, a manutenção preditiva trata a análise de vibração em máquinas de forma análoga. A manutenção preditiva considera cada máquina individualmente, a partir do acompanhamento de diversos parâmetros.

Defeitos que podem ser detectados com a análise:

• desbalanceamento de massa;

• desalinhamento e empenamento de eixos;

• desgaste de rolamentos e de engrenagens;

• problemas estruturais;

• lubrificação deficiente;

• problemas elétricos;

• folgas.

• desgastes de rolamentos;

• desgastes de engrenagens;

• etc.

Como funciona o método de análise de vibração de ativos?

Na análise de vibração feita na manutenção preditiva, os sinais mecânicos da vibração de uma máquina são captados pelo transdutor, também chamado de “sensor de análise de vibração”.

Esse dispositivo converte um sinal de entrada de natureza mecânica em sinais de saída de natureza elétrica. Este sinal de saída é transmitido até o instrumento de análise apropriado, no qual um programa computacional passa a apresentá-lo na forma de sinal no tempo ou espectro de frequência, permitindo a identificação dos modos potenciais de falhas.

Sensor para análise de vibração

O sensor de análise de vibração é um dispositivo mecatrônico capaz de transformar o movimento associado ao processo vibratório em um sinal de vibração, permitindo, assim, a sua medição, monitoração e análise.

Isso é possível desde que o instrumento medidor de vibração tenha circuitos integradores, capazes de transformar sinais proporcionais à aceleração do movimento vibratório em sinais proporcionais à velocidade e ao deslocamento.

O princípio básico de funcionamento de qualquer acelerômetro está previsto na Segunda Lei de Newton, em que uma força agindo sobre uma determinada massa produz uma aceleração. Quando a máquina na qual o acelerômetro está montado vibra, a massa inercial exerce uma força sobre o elemento sensitivo gerando uma diferença de potencial. Esse pulso elétrico criado é proporcional à aceleração.

Benefícios da análise de vibração

A análise de vibração na manutenção preditiva aumenta a vida útil do maquinário de chão de fábrica, reduzindo significativamente o número de paradas não programadas e garantindo o aumento da disponibilidade no curto, médio e longo prazo.

Outros benefícios da análise de vibração são:

* Ter uma previsão mais precisa de quando será necessária uma manutenção e quais serviços devem ser realizados. Assim, é possível prolongar a vida útil de componentes das máquinas e fazer a troca somente quando for realmente necessária.

* Identificar com antecedência os elementos que apresentam falhas iminentes e executar as avaliações dos resultados nas intervenções feitas.

* Prolongamento da vida útil dos componentes das máquinas.

* Aumento da competitividade e da lucratividade, pois a vibração anômala é tratada antes de o problema realmente acontecer.

Tipos de análise de vibração

Para coletar os dados e fazer a análise das condições das máquinas, os técnicos precisam fazer o monitoramento dos ativos, seja de modo on-line, seja de modo off-line. No primeiro caso, tecnologias como a inteligência artificial e os sensores IoT (Internet of Things) se aliam para coletar dados automaticamente de forma on-line, sem precisar da presença do mantenedor. Já no método off-line, os sensores fazem um trabalho de coleta manual e dependem diretamente dos profissionais.

Há três métodos de análise de dados de vibração:

Nível global de velocidade: permite identificar se a condição é estável ou em deterioração em situações de baixa frequência. Não permite identificar a causa da mudança da vibração. Pode alertar da existência de um problema mas não pode identificar qual é o problema.

Nível global de velocidade e aceleração: permite identificar, em altas e baixas frequências, uma certa lista de hipóteses de falhas potenciais, porém, não pode identificar com exatidão qual é a causa.

Análise espectral: permite identificar, com uso de um bom setup, efeitos e causas da alteração da vibração em baixas e altas frequências. Os parâmetros normalmente usados são velocidade, aceleração, onda no tempo e envelope.

Como saber qual é o melhor ativo para realizar a análise?

A escolha da técnica mais adequada depende do tipo de máquina e das necessidades de cada planta industrial.

Normalmente, para chegar a resposta mais precisa, é feito um diagnóstico da planta industrial, mapeando quais equipamentos são mais críticos, além de cálculos para entender a disponibilidade e confiabilidade daquela fábrica.

Em seguida, são escolhidas as técnicas adequadas para que a planta mantenha a produção com o máximo de eficiência, previsibilidade e disponibilidade. Uma vez que esse trabalho é bastante complexo, é importante contar com o auxílio de uma empresa especializada nesse tipo de monitoramento.

Quero realizar a análise de vibração dos meus ativos. Como fazer isso?

Referência no mercado de monitoramento preditivo, a Semeq conta com sistemas inteligentes para coleta, análise de dados e disponibilização de informações importantes para as decisões gerenciais.

Os sensores inteligentes de vibração on-line da Semeq, acoplados ao sistema de monitoramento e análise, são capazes de detectar mais de 50 modos potenciais de falhas elétricas e mecânicas. Eles permitem identificar falhas de rolamentos, engrenagens e muitos outros. 

Juntos, os sensores de análise de vibração, de análise de circuito de motores elétricos, análise termográfica e análise de lubrificantes, cobrem praticamente 100% das falhas potenciais.

Sensor para análise de vibração

Os sensores de vibração e de temperatura funcionam monitorando 24 horas uma ampla largura de banda nos três eixos (RMS, espectro e envelope). Assim, é possível identificar das falhas mais sutis até as mais complexas com antecedência, como desgastes do material, rupturas, desalinhamentos, desbalanceamentos, entre outros problemas graves.

MySemeq

Nossa plataforma de entrega de relatórios disponibiliza um único local para visualizar os diagnósticos de todas as técnicas de preditiva e realizar a gestão de resultados em seu computador ou smartphone.

Para cada medição realizada, um relatório com as condições e diagnósticos dos equipamentos monitorados é disponibilizado no portal MySemeq.

Fale com os nossos consultores e tenha monitoramento online de ativos em seu parque industrial.

Quer ler mais conteúdos como este? Acesse o nosso blog:

Revolucionamos o mercado! Conheça nosso novo sensor inteligente

O novo sensor inteligente da Semeq, o AXON HD, conta com diferenciais que vão revolucionar o mercado. Sua tecnologia permite uma instalação fácil e rápida, com um sistema de calibração automática e sem a necessidade de fios ou de cabos.

Além disso, devido ao seu grau de proteção IP69, pode ser instalado em ambientes com alta umidade ou sujeito a outras intempéries, fazendo com que seja altamente resistente à poeira e à água.

Neste artigo, apresentamos mais características do AXON HD e como o sensor irá impactar a sua planta.

Conheça o melhor sensor do mercado: o AXON HD

O novo sensor da Semeq foi idealizado para atender às principais demandas das plantas fabris. Com tecnologia sem fio, a ferramenta é capaz de coletar um grande volume de dados para aperfeiçoar o monitoramento preditivo.

Com 720 medições por mês, o equipamento utiliza tecnologia bluetooth para se conectar. Devido a isso, utiliza bateria pequena, garantindo maior rigidez na montagem e maior qualidade dos dados medidos.

Outra característica marcante do sensor AXON HD é o seu sistema Trigger interno e externo, assim eles conseguem se adequar aos equipamentos que possuem condições operacionais variadas e também para aqueles que não operam em tempo integral.

Para estas condições, o sensor AXON HD possui este diferencial para não criar falsos alarmes ou até mesmo para não passar despercebido por existentes. 

Além disso, o AXON HD é o unico do mercado que possui grau de proteção IP69K e que não é descartável, possibilitando a troca de bateria após seu uso.

Principais diferenciais do AXON HD

O AXON HD apresenta características de destaque para o mercado, tornando-se um recurso importante para as empresas que buscam ganhar uma vantagem competitiva. A alta resistência, a longa duração da bateria, o design compacto e a atualização simples são alguns dos benefícios da tecnologia.

Alta resistência

Uma das principais vantagens do sensor é a alta resistência, o que contribui para aumentar a durabilidade e diminuir a necessidade de reparos. O AXON HD é o único que possui grau de proteção IP69K e que não é descartável.

Bateria de longa duração

O sensor também conta com bateria de longa duração substituível. Além disso, a troca de bateria também pode ser feita rapidamente, sem perder tempo dos seus colaboradores.

Design compacto

O sensor AXON HD apresenta um design compacto e pode ser instalado em locais com pouco espaço.

Flexibilidade

A tecnologia do novo sensor AXON DH permite ajustar o intervalo entre as medições.

Atualização simples

O AXON HD também conta com a facilidade de ter upgrade remoto. Sendo assim, a atualização do sensor pode ser feita sem necessidade de deslocamento, com maior rapidez e comodidade.

Instalação: o que é necessário?

A tecnologia da conexão bluetooth facilita – e muito – a instalação do sensor, podendo ser feita de maneira descomplicada e com menos tempo. Para isso, basta criar uma lista de equipamentos críticos para a sua fábrica e entrar em contato com a SEMEQ.

A Semeq também pode te ajudar a definir os melhores ativos ou aqueles mais críticos para o monitoramento, sugerindo a melhor escolha de sensores para o fim desejado.

Ainda é importante frisar que a coleta de dados é realizada de forma on-line e automatizada. A equipe interna de inteligência da Semeq cuida dessa função, para que os seus colaboradores consigam focar outras atividades.

Como ter o AXON HD na sua planta

Gostou de saber mais sobre o AXON HD? Para ter essa tecnologia na sua fábrica, basta entrar em contato com a Semeq, a melhor empresa de monitoramento preditivo do mercado.

A empresa foi fundada em 1994 na cidade de Limeira, em São Paulo, e hoje está presente em mais de 40 países. São mais de 500 fábricas monitoradas mensalmente.

Atuamos junto a diversos mercados, como saneamento, auto peças, frigorífico, geração de energia, óleo e gás, mineração, papel e celulose, aço e usinagem.

Semeq é referência no mercado de preditiva

A Semeq conta com um pacote completo de soluções para dar mais agilidade e eficiência à sua planta fabril. Nós oferecemos um leque de opções de sensores e ferramentas de integração preditivas, que são capazes de capturar informações importantes para a elaboração de diagnósticos com detalhes e prescrição eficientes.

Nossa equipe de inspetores técnicos preditivos pode atuar em período integral ou parcial na sua fábrica. Todo o monitoramento é realizado de forma presencial ou remota com o objetivo de reduzir custos, aumentar a disponibilidade e gerar valor à sua linha de produção. O monitoramento online de máquinas identifica pontos cegos antes não identificados pelo monitoramento tradicional, avaliando variáveis operacionais críticas de que desenvolverão o defeito a médio ou longo prazo.

Conte com nossa linha completa de produtos

Nossa equipe desenvolve e fabrica sensores sem fio, softwares de inteligência artificial e aplicativos dedicados à manutenção preditiva. A Semeq também presta serviços de análise de vibração, termografia, análise de óleo, ultrassom, análise de circuito elétrico de motores e telemetria.

Coleta, análise e integração de dados

A Semeq ajuda a sua empresa a determinar quais são os equipamentos que devem ser monitorados. Assim, você pode transformar as informações em valor para a sua tomada de decisão técnico-financeira, a fim de garantir a confiabilidade que deseja para seus ativos.

Em uma central de análise inovadora, a Semeq combina conhecimento e experiência de especialistas em manutenção preditiva e cientistas de dados. O nosso setor de inteligência analisa os dados continuamente e classifica as informações conforme o grau de severidade e evolução.

Essa tecnologia é possível porque a inteligência artificial considera não apenas o histórico do equipamento, mas também o compara com itens semelhantes em diferentes setores da indústria. Os algoritmos aprendem com um banco de dados construído há 15 anos, com mais de 100 mil máquinas analisadas mensalmente.

A integração de múltiplas técnicas da Semeq mostra uma visão abrangente das condições do equipamento. Você acessa e compara os resultados, garantindo uma melhor avaliação do estágio da falha, tornando simples a relação de causa e efeito.

Fale conosco agora mesmo para ter o sensor AXON HD na sua planta.

Leia mais conteúdos como este em nosso blog: