SEMEQ Gestão de ativos industriais: o que é e como funciona

Gestão-de-ativos

Gestão de ativos industriais: saiba o que é e como funciona para implementar

A gestão de ativos industriais é um pilar essencial para o funcionamento eficiente de qualquer planta industrial. 

Em um cenário altamente competitivo, no qual a maximização da produtividade e a minimização dos custos são imperativos, a eficácia nesse tipo de gestão pode ser o diferencial entre o sucesso e o fracasso de uma empresa.

No entanto, enfrentar os desafios complexos associados a essa tarefa demanda mais do que simplesmente catalogar equipamentos e agendar manutenções. 

Envolve a adoção de estratégias abrangentes, a integração de tecnologias avançadas e a implementação de processos eficientes.

Neste artigo, saiba o que é a gestão de ativos industriais, quais são os benefícios da implementação e os principais passos práticos para inserir na sua planta industrial. Acompanhe!

O que é gestão de ativos industriais?

A gestão de ativos industriais é um conjunto de práticas e procedimentos que visa garantir a preservação e a eficiência dos bens de uma empresa ao longo de todo o seu ciclo de vida, desde a aquisição até o descarte. 

Essa abordagem envolve o acompanhamento detalhado de equipamentos, peças e maquinários, garantindo sua organização, manutenção e seu uso adequado. Entre as atividades mais comuns da gestão de ativos estão o acompanhamento e o balanceamento de custos, materiais e mão de obra, a análise do nível de criticidade dos ativos, a identificação de oportunidades, o controle de riscos, entre outros fatores. 

Para padronizar essas práticas, foram estabelecidas normas técnicas internacionais, como a ISO 55000, que define a gestão de ativos como a atividade de gerar valor por meio de um ativo; a ISO 55001, que estabelece as características essenciais de um sistema de gestão de ativos integrado e eficaz; e a ISO 55002, que fornece um guia abrangente para a implementação desse sistema.

Principais objetivos da gestão de ativos industriais

Os principais objetivos da gestão de ativos industriais são:

  • Maximizar a disponibilidade dos ativos;
  • Minimizar os custos de operação e manutenção;
  • Prolongar a vida útil dos equipamentos;
  • Melhorar a eficiência operacional;
  • Assegurar a conformidade regulatória. 

Além disso, busca-se otimizar o uso de recursos, aumentar a segurança no local de trabalho e facilitar a tomada de decisões estratégicas. 

Ao implementar práticas eficazes de gestão de ativos, as empresas podem alcançar uma operação mais eficiente, reduzir desperdícios, garantir a segurança dos trabalhadores e melhorar sua competitividade no mercado.

Benefícios da implementação eficaz da gestão de ativos industriais

A implementação eficaz da gestão de ativos industriais traz uma série de benefícios significativos para as empresas, impactando positivamente diversos aspectos de sua operação e desempenho. 

Abaixo estão alguns dos principais benefícios decorrentes de uma gestão de ativos bem-sucedida. Confira!

Redução de custos

A implementação de um cronograma de manutenção preventiva, parte integrante da gestão de ativos, ajuda a evitar custos elevados associados às manutenções corretivas urgentes. 

Além disso, o planejamento estratégico de manutenção contribui para aumentar a vida útil dos equipamentos, melhorar o consumo energético e reduzir a necessidade de descarte e compra de novos equipamentos.

Aumento da produtividade

Ao minimizar paradas não programadas e garantir a operação eficiente dos equipamentos, a gestão de ativos possibilita um aumento significativo na produtividade da empresa. Rotinas de manutenção bem planejadas e treinamento adequado da equipe, por exemplo, contribuem para maximizar o tempo de operação e minimizar a ocorrência de falhas.

Controle da depreciação por departamento

Essa gestão permite um planejamento mais eficaz da alocação de recursos em todos os setores da empresa, contribuindo para o controle da depreciação dos ativos e para a tomada de decisões mais assertivas em relação aos investimentos necessários em cada área.

Otimização do orçamento

Com base no conhecimento detalhado sobre o funcionamento dos ativos e suas necessidades de manutenção, essa boa gestão possibilita uma previsão mais precisa dos gastos futuros. Dessa forma, é possível ter um melhor controle de custos e uma alocação mais eficiente de recursos.

Conduta legal correta

A gestão de ativos ajuda a garantir conformidade com as regulamentações e legislações pertinentes, contribuindo para evitar multas e autuações decorrentes de práticas inadequadas.

Conhecimento sobre o valor real da empresa

Ao proporcionar um entendimento claro sobre os ativos e processos produtivos da empresa, a gestão de ativos fornece informações valiosas que facilitam a tomada de decisões estratégicas e aumentam a atratividade da empresa para investidores e instituições financeiras.

Passos práticos para a implementação da gestão de ativos em uma planta industrial

A gestão de ativos industriais é essencial para garantir a eficiência e a confiabilidade dos processos em uma planta industrial. 

Para implementá-la de forma eficaz, é necessário seguir um conjunto de passos práticos que permitam o controle adequado dos equipamentos e a otimização dos recursos disponíveis. Entenda a seguir.

Busque por especialistas

O primeiro passo para uma gestão de ativos bem-sucedida é contar com profissionais qualificados e experientes nesse processo. Esses especialistas serão responsáveis por garantir a incorporação das melhores práticas desde o início do projeto, auxiliando na organização, na coleta de informações, no planejamento e na identificação de ajustes necessários.

Crie um inventário

A criação de um inventário detalhado é fundamental para o controle efetivo dos ativos. É importante manter esse inventário constantemente atualizado para acompanhar mudanças e garantir a precisão das informações.

Avalie os custos

A análise detalhada dos custos associados a cada ativo é essencial para uma gestão de ativos eficiente, o que inclui os custos de aquisição e os gastos com manutenção, reposição de peças e outros investimentos necessários ao longo do ciclo de vida de cada equipamento. Essa avaliação permitirá uma alocação mais precisa de recursos e a identificação de oportunidades de otimização.

Implemente uma política de gestão de ativos

A gestão de ativos não se resume ao mapeamento e à análise de custos; é um processo contínuo que requer planejamento e comprometimento. 

Nesse sentido, é importante estabelecer normas e metas relacionadas à gestão de ativos e mobilizar os colaboradores para seguir essas diretrizes. Isso garantirá uma abordagem consistente e orientada para a melhoria contínua.

Avalie os resultados

Por fim, é essencial acompanhar e avaliar os resultados das iniciativas de gestão de ativos. Isso envolve monitorar o desempenho dos equipamentos, supervisionar os custos e identificar oportunidades de melhoria. 

Ao analisar os resultados alcançados, a empresa poderá ajustar suas estratégias e alcançar os objetivos de redução de custos, aumento de produtividade e melhorias operacionais almejados.

Quais tecnologias e ferramentas são utilizadas na gestão de ativos industriais?

A gestão de ativos industriais se apoia em uma diversidade de tecnologias e ferramentas para garantir o monitoramento, a manutenção e a otimização eficazes dos equipamentos. 

 

Os sensores desempenham um papel crucial ao fornecerem dados essenciais sobre o estado e o desempenho dos equipamentos. Sensores de vibração, temperatura, pressão, corrente elétrica e outros são implementados em máquinas e estruturas para monitorar variáveis-chave em tempo real.

 

Além disso, a Internet das Coisas (IoT) permite que sensores e dispositivos conectados coletem dados em tempo real sobre o funcionamento dos equipamentos. Esses dados são essenciais para a detecção precoce de falhas e a implementação de estratégias de manutenção preditiva, que utilizam técnicas, como análise de vibração, termografia e ultrassom, para prever possíveis problemas antes que ocorram.

O uso de Big Data também é fundamental, pois essas ferramentas possibilitam o processamento e a análise de grandes volumes de dados gerados pelos ativos. Isso permite que as empresas identifiquem padrões, tendências e insights que orientam decisões estratégicas relacionadas à gestão de ativos.

Ao utilizar tecnologias avançadas e ferramentas como sensores inteligentes, as empresas podem monitorar em tempo real o desempenho de seus ativos, identificar problemas potenciais e tomar medidas proativas para evitar falhas e interrupções não planejadas.

No entanto, para obter todos esses benefícios, é importante adotar uma abordagem estratégica e integrada à gestão de ativos, investindo em tecnologia, treinamento de pessoal e processos eficientes. 

Empresas que priorizam esse tipo de gestão estão posicionadas para alcançar maior competitividade, sustentabilidade e sucesso a longo prazo em seus setores.

Fale conosco

Se você deseja implementar ou aprimorar a gestão de ativos em sua planta industrial, entre em contato conosco.

Nossa equipe de especialistas está pronta para fornecer soluções e orientações especializadas para atender às suas necessidades específicas.

 Leia mais conteúdos como esse em nosso blog:

Indicados para você

monitoramento-de-corrente-e-tensão-e-quais-as

O que é monitoramento de corrente e tens...

O monitoramento de corrente e tensão elétrica é um...

Ler Tudo
monitoramento-preditivo-remoto

Monitoramento preditivo remoto: mais efi...

O monitoramento preditivo remoto é uma evolução do...

Ler Tudo
#43646-Relatório-de-Manutenção-[blog]

Relatório de manutenção: como interpreta...

O relatório de manutenção desempenha um papel fund...

Ler Tudo
manutencao-preditiva-industria-4.0

Manutenção preditiva para indústria 4.0:...

As grandes empresas brasileiras já investem em tec...

Ler Tudo

Convertendo dados em ativos mais eficientes.

A combinação e o tratamento de dados realizados pela Semeq, resultam em informações valiosas para a sua tomada de decisão.

Conheça nossos serviços